Seja Reclamado!

Ir em baixo

Seja Reclamado!

Mensagem por Hera em Sab Out 27, 2012 1:27 pm


Nome do Personagem,
frase que combine com o teu personagem

x x x


Coisinhas Básicas sobre mim!


• Nome: {O nome sem abreviações do seu Personagem.}
• Idade: {Qual a idade do seu Personagem?}
• Nacionalidade & Naturalidade: {De que país o seu personagem é?}
• Presenta: {Olhar na lista de presentes}
• Filho de : {De que deus tu é}
• Por que ser filho dele: {Responda a pergunta em no máximo 3 linhas}
• Photoplayer: {Quem é 0 seu avatar?}



Minha Vida!


• Onde você andou se escondendo: {Onde você morou por toda sua vida}
• Meus melhores amigos: {Se tiver algum Melhor amigo especifique aqui}


~
Minha História


Conte para a gente como é a sua história,desde o momento em que você nasceu até quando chegou até o Acampamento Meio-Sangue.Minimo 15 linhas.. Evite erros ortográficos.



O Primeiro Dia no Acampamento

Espaço para um post teste, onde você irá descrever o seu primeiro dia no Acampamento Meio-Sangue, fale como o dia foi para você como achou o seu chalé,suas amizades e inimizades. Minimo 20 Linhas.



Meu Off


• Meu nome é: Não precisa dizer o seu nome completo diga apenas o primeiro nome ou um Apelido
• Idade: Alto explicativo
• Como descobriu o nosso Fórum: Diga-nós como chegou até aqui
• Possui outras contas? Se sim, quais? Também é alto explicativo.

Código:
<center><br><div style=" text-align:centert;font-family: times new roman; font-size: 45px; font-style: italic; letter-spacing: -3px; color: #252525; line-height: 100%; margin-top: -20px;text-transform: lowercase; color: #1c1c1C1;">Nome do Personagem,</div><div style=" font-family: calibri; color: #696969; line-height: 10%; font-size: 11px; margin-top: 0px;"> frase que combine com o teu personagem
</div><center> </center><center>
<div style=" font-family:gigi; font-size: 40px;color: black;">[img]Imagem 100x100 do seu avatar[/img] x [img]Imagem 100x100 do seu avatar[/img] x [img]Imagem 100x100 do seu avatar[/img] x [img]Imagem 100x100 do seu avatar[/img]</div>

</center><center><div style=" text-align:center;font-family: times new roman; font-size: 36px; font-style: italic; letter-spacing: -1px; color: #252525; line-height: 100%; margin-top: -20px;text-transform: Capitalize; color: #1c1c1C1;">Coisinhas Básicas sobre mim!</div>
<div style="width:500px; text-align: Justify;line-height: 105%;">
[b][i][color=black]• Nome:[/color][/i][/b] {O nome sem abreviações do seu Personagem.}
[color=black][b][i]• Idade:[/i][/b][/color] {Qual a idade do seu Personagem?}
[color=black][b][i]• Nacionalidade & Naturalidade:[/i][/b][/color] {De que país o seu personagem é?}
[color=black][b][i]• Presenta:[/i][/b] [/color]{Olhar na lista de presentes}
[color=black][b][i]• Filho de : [/i][/b][/color]{De que deus tu é}
[color=black][b][i]• Por que ser filho dele:[/i][/b][/color] {Responda a pergunta em no máximo 3 linhas}
[color=black][b][i]• Photoplayer:[/i][/b][/color]  {Quem é 0 seu avatar?}</div>
<br>
<center><div style=" text-align:center;font-family: times new roman; font-size: 36px; font-style: italic; letter-spacing: -1px; color: #252525; line-height: 100%; margin-top: -20px;text-transform: Capitalize; color: #1c1c1C1;">Minha Vida!</div>
<div style="width:500px; text-align: Justify;line-height: 105%;">
[color=black][b][i]• Onde você andou se escondendo:[/i][/b] [/color]{Onde você morou por toda sua vida}
[b][i][color=black]• Meus melhores amigos:[/color][/i] [/b] {Se tiver algum Melhor amigo especifique aqui}</div>
<br>~
<center><div style=" text-align:center;font-family: times new roman; font-size: 36px; font-style: italic; letter-spacing: -1px; color: #252525; line-height: 100%; margin-top: -20px;text-transform: Capitalize; color: #1c1c1C1;">Minha História</div>
<div style="width:500px; text-align: Justify;line-height: 105%;">
Conte para a gente como é a sua história,desde o momento em que você nasceu até quando chegou até o Acampamento Meio-Sangue.Minimo 15 linhas.. Evite erros ortográficos.</div>
<br>
<div style=" text-align:center;font-family: times new roman; font-size: 36px; font-style: italic; letter-spacing: -1px; color: #252525; line-height: 100%; margin-top: -20px;text-transform: Capitalize; color: #1c1c1C1;">O Primeiro Dia no Acampamento </div>
<div style="width:500px; text-align: Justify;line-height: 105%;">Espaço para um post teste, onde você irá descrever o seu primeiro dia no Acampamento Meio-Sangue, fale como o dia foi para você como achou o seu chalé,suas amizades e inimizades. Minimo 20 Linhas. </div>
<br>
<div style=" text-align:center;font-family: times new roman; font-size: 36px; font-style: italic; letter-spacing: -1px; color: #252525; line-height: 100%; margin-top: -20px;text-transform: Capitalize; color: #1c1c1C1;">Meu Off</div>
<div style="width:500px; text-align: Justify;line-height: 105%;">
[b][i][color=black]• Meu nome é:[/color][/i][/b] Não precisa dizer o seu nome completo diga apenas o primeiro nome ou um Apelido
[b][i][color=black]• Idade:[/color] [/i][/b]Alto explicativo
[b][color=black][i]• Como descobriu o nosso Fórum:[/i][/color][/b] Diga-nós como chegou até aqui
[b][color=black][i]• Possui outras contas? Se sim, quais?[/i][/color][/b] Também é alto explicativo.
avatar
Hera

Mensagens : 18
Data de inscrição : 26/10/2012
Localização : No Olimpo dançando no pole dance q

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Hera em Sab Out 27, 2012 2:21 pm


Tutorial da ficha (...)
- A ficha deve ser postada nesse tópico mesmo
- Todos os campos devem estar preenchidos corretamente
-Fichas incompletas serão recusadas e ignoradas
-Quando for responder de quem você é filho,não preencha com nenhum dos grandes (Poseidon,Hades e Zeus) vai existir certos testes para ser filho deles.
-Como os Deuses tem vida em OFF,talvez a sua ficha não seja aceita pelo seu pai (Ou mãe) no mesmo dia em que você postou.
-NÃO e´permitido a mudança de reprodutor olimpiano,ou seja,se um vez você é filho de Atena,Nyx ou qualquer outro deus você não poderá trocar.

avatar
Hera

Mensagens : 18
Data de inscrição : 26/10/2012
Localização : No Olimpo dançando no pole dance q

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Victoria Tayllor em Qua Out 31, 2012 8:13 pm

Nome do personagem
Victoria Tayllor

Frase que combine com o teu personagem
É bom fazer furtos de vez em quando pra manter a carteira feliz

Coiss Básicas Sobre Mim!

• Nome: Victoria Tayllor
• Idade: 16
• Nacionalidade & Naturalidade: Dallas - Estados Unidos
• Presente: {Olhar na lista de presentes}
• Filho de :Hermes
• Por que ser filho dele: É Admirável ter Hermes como pai
• Photoplayer: Miranda Kerr

Minha Vida!

• Onde você andou se escondendo: Dallas - Estados Unidos
• Meus melhores amigos: Não tive nenhum, sempre fui isolada.

Minha História

Choro, choro e choro, é o que minha mãe escuta quando nasci... Mentira, eu não chorei, nasci sorrindo, mas como os bebês têm que chorar o médico deu um tapa em mim, meu pai riu, ele tava lá, mas ficou pouco tempo, beijou minha cabeça e saiu, pra nunca mais voltar. Como eu disso, minha tia me contou. Não morava com minha mãe, ela morreu em meu parto. Também, com uma filha que demorou pouco mais de 23 horas pra nascer era de se esperar morte, mas fiquei feliz em ser cuidada por minha tia Elisa, ela era legal, pois não sabia das minha travessuras, é claro, e nunca soube. Sempre fui levada, por isso não tenho amigo até hoje, isso é triste, fazia tudo, de pequenos golpes a até meu grande triunfo na prova de matemática, uma cola que merecia um Oscar.Tinha 13 anos nessa epoca. Não fui descoberta neste dia, foi no outro, infelizmente, porque além de colar, eu colei errado, pensava que a prova era escrita em russo, sei lá, enfim, fui expulsa e me colocaram em um colégio de Freiras. Dá pra imaginar, eu, Victoria, em colégio de freira??, Eu não queria estar ali, fiz de tudo pra sair, me chamavam de endemoniada, mas nem ligava. Tive que sair. Minha tia já estava ficando louca, e solicitou que eu fosse para um acampamento de recuperação, na hora não entendi o que era, ás vezes penso não entender até hoje... Pra quê isso, sou uma pessoa totalmente normal, não é?


O Primeiro Dia No Acampamento

Estava com minhas malas prontas, tudo o que precisava estavam nelas, todas as coisas que me pertenciam e até as que não pertenciam, mas isso não vem caso. Viajamos horas e horas de Dallas, no Texas, até Nova York, exatamente na ilha de Manhatan. Pegamos um Taxi em direção ao tal "Acampamento de Recuperação". Quando cheguei descobri que não era um acampamento de recuperação coisa nenhuma só pelo nome " Acampamento Meio-sangue", será que aquilo era um hospital? Eu tinha 13 anos, e morria de medo de hospital, então corri, mas minha tia me segurou com força e disse:
-Nananinanão, você vai entrar sim, e não vai sair nunca mais, até virar uma guerreira com traços de Princesa, e nada de furtos, está me ouvindo.
Digo:
-Sim, Tia Elisa.
Fui forçada a ir.
Quando vi o que realmente era fiquei deslumbrada, avistei um ...Centauro? Ao longo do tempo descobri seu nome, era Quíron, ele me mostrou o acampamento e fiquei assustada quando ele disse que eu era uma semideus, eu nem sabia direito que isso realmente existia.
"Eu, uma semideusa?", pensei.
Quem era meu pai então? Olhei para os lados e pensei " É claro que sei quem é meu pai, se eu sou filha de um Deus, porque de uma deusa não posso, pois deuses não morrem em partos, e sou uma pessoa regularmente fora da lei, então sou filha de Hermes, não é?"
Usei este mesmo pensamento para falar a Quíron minha descoberta, ele riu e disse:
-Querida, eu já sabia disso. - E bagunçou meu cabelo.
Dei um sorriso meio torto quando ele me contou que meu chalé era dividido com alguns semideuses que ainda não foram reclamados, ma tive que me acostumar. Após muito tempo me acostumei com essa vida, e é claro, não deixei de ser eu mesma. Smile



Meu Off
• Meu nome é: Mikaela ou Pucca, como preferir.
• Idade: 16
• Como descobriu o nosso Fórum: Indicação da afrodite.
• Possui outras contas? Não aqui.
avatar
Victoria Tayllor

Mensagens : 23
Data de inscrição : 31/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Atena em Qui Nov 01, 2012 9:25 am








Reclamada

mas...




O template foi feito para ser usado! Poste de acordo com ele! Foi reclamada, mas aviso que qualquer um que postar sem template daqui em diante, não será aceito.




nath @ ops!


_________________
∞ Paradise

by shinji @ OPS!
avatar
Atena
Deuses
Deuses

Mensagens : 26
Data de inscrição : 25/10/2012
Localização : Olimpo

Ver perfil do usuário http://theolympuspride.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Kurt Damon em Qui Nov 01, 2012 1:05 pm


Kurt Damon
Não porque meu nome é Kurt, que seja o Cobain

x x


Coisinhas Básicas sobre mim!


• Nome: Kurt Damon
• Idade: 13
• Nacionalidade & Naturalidade: USA
• Presenta: Não achei
• Filho de : Hefesto
• Por que ser filho dele:
Sempre quis saber forjar, uma habilidade boa e muito útil nos dias de hoje, sempre precisamos de um bom Forjador(acho que se escreve assim) nos dias de hoje, principalmente para lutar contra monstros, porque não adianta de nada apenas ter poderes se não tem o equipamento necessário.
• Photoplayer: Josh Hutcherson



Minha Vida!


• Onde você andou se escondendo: Em um orfanato em Nova York
• Meus melhores amigos: Louise Zane


~
Minha História


Nasci em Nova York, sem saber quem são meu pai e minha mãe, vivi num Orfanato que era pobre e ruim, tinha várias crianças, mas pouca infra-estrutura para elas, principalmente a comida, ruim e sem gosto, basicamente era sopa com macarrão, mas sem gosto de nada, nunca reclamei por isso, pelo menos tinha algum lugar para morar e alguma coisa para comer, simplesmente vivi normalmente, fascinado pelas histórias como a do Rei Arthur, mas o que eu preferia era saber sobre a Excalibur, não sei porque, sempre quis ter uma igual, por isso peguei vários gravetos e fiz uma, ficou bem básica, simplesmente básica, sempre cuidei dela, desde criança até os dias da minha adolescência, um dia quando estava voltando para o orfanato, havia uma visita das pessoas para serem adotadas, muitas pessoas ficaram nervosas, eu fiquei calmo como sempre, pois não faria nada se não fosse adotado, simplesmente vou para lá e vejo que uma garota havia sido mudada para lá, ela era loira com olhos extremamente cinzas, que deixava um tipo de "beleza" extra para ela, não ligo muito, mas parecia que ela queria falar comigo, começo a falar com ela, depois de um tempo ela pede para ir junto com ela para algum lugar, simplesmente vou para lá com ela, com minha Excalibur, começamos a subir uma ladeira, vejo um carvalho em cima dela, havia um tipo de lã brilhando, me deixou curioso, assim que passo do carvalho, aparece um martelo sobre minha cabeça, a garota olha para mim e diz:

-Bem vindo, filho de Hefesto!



O Primeiro Dia no Acampamento


Acabei de descobrir que era meu pai, Hefesto, Deus da Forja! Ouvi falar dele algumas vezes na aula de história, começo a ficar meio estranho sobre isso, era meio que tenso, um tal homem chamado Quíron vem falar comigo, ele estava em uma cadeira de rodas, usava um casaco, depois de um tempo ele me explica direito as coisas e diz para mim ir para o Chalé de Hefesto, com meus meios-irmãos, fico feliz por ter irmãos, mas também estranho por descobrir sobre isso apenas agora, vou para lá, era quente, meus irmãos eram todos musculosos porque ficava forjando várias coisas, fico feliz por descobrir isso, procuro o Líder do Chalé para descobrir como forjar, essas coisas, ele me leva para um local quente com equipamentos e outras coisas para forja, me da algumas coisas e fala:

-Primeiramente você tem que derreter a barra e coloca-la no molde, que estão ali, mas se quiser pode criar uma personalizada, porém demorará mais.

Primeiramente vou para lá uma fornalha e começo a derreter uma barra, depois de um tempo ela fica líquida, pego o molde e despejo o líquido, deixo lá, depois de um tempo fica dura, mas meu irmão chega e fala:

-Agora você tem que ajustar o resto, primeiro esquente um pouco para tirar as imperfeições, bata com um martelo, depois coloque na água, assim vai ficar perfeito!

Assim faço isso, faço uma Excalibur como eu pensava, era cinza, mas ainda não era perfeita, mais ou menos um projétil, depois iria aprimorar.
Vou para o meu chalé arrumar minhas coisas, não eram muitas, simplesmente vou arrumando as coisas, depois disso vou para o lado de fora ver o resto do Acampamento.



Meu Off


• Meu nome é: Vinícius
• Idade: 13
• Como descobriu o nosso Fórum: Hefesto me contou sobre ele
• Possui outras contas? Se sim, quais? Não
avatar
Kurt Damon

Mensagens : 5
Data de inscrição : 01/11/2012
Idade : 19

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Dionísio em Qui Nov 01, 2012 1:20 pm








Reclamado


como


filhote


de


Hefesto!!




Boa sorte forjador mirim.




nath @ ops!

avatar
Dionísio

Mensagens : 7
Data de inscrição : 27/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por James S. Lockheart em Qui Nov 01, 2012 2:32 pm


Nome do Personagem,
quem não é visto não é lembrado.

x x x


Coisinhas Básicas sobre mim!


• Nome: James Scaler Lockheart
• Idade: 15
• Nacionalidade & Naturalidade: USA/Manhatan
• Presenta: {Olhar na lista de presentes}
• Filho de : Hermes
• Por que ser filho dele: Bem,gosto de viaja e gosto dos tipo de arma que um semideus filho de Hermes usa (Adagas) e também acho interresante ser filho do deus dos ladrões
• Photoplayer: gaspard Ullie



Minha Vida!


• Onde você andou se escondendo: Morei em Manhattan mas sempre viajava pelo estados unidos com minha mãe,então pode se dizer que conheço um pouco de cada lugar}
• Meus melhores amigos: Louise Zane:Indefinida/Kurt Damon:Filho de Hefesto


~
Minha História


Historia de nascimento de James foi como de qualquer outra. Foi um parto difícil para sua mãe Liliane, mas ele nasceu sem mais nenhuma complicação. Então o tempo passou o garoto cresceu e com 12 anos sua mãe lhe contou a verdade que seu pai era um deus, mas a mesma não sabia explica quem realmente era seu pai então um satiro chegou em alguns dias e lhe acompanhou para o acampamento para seu treinamento de sobrevivência .




James estava deitado em uma dos muitos beliches espalhadas pelo chalé de Hermes, o lugar estava bem cheio pelos seus irmãos e os indefinidos que ali estavam, James odiava aquilo era tanta gente no chalé, mas o lado bom sempre tinha companhia o mesmo se levantou e foi para o chuveiro que estava ocupado mais uma razão para o semideus odiar aquele chalé, mas o mesmo não podia fazer nada, quando James terminou o banho ele foi em direção do campo uma coisa que ele adorou foi quando ele foi reclamado na fogueira mesmo na manha seguinte conseguiu sentir seu lado divino e também soube por que era tão bom atleta quando ele corria muito poucos conseguiam lhe alcança James caminhou em direção da arena não conhecia muito bem podia ser perde mais algo lhe dizia que era por ali logo ele encontro a arena e teve sua primeira lição de esgrima o mesmo adorou tudo aquilo mas quando se deu conta já havia anoitecido e logo voltou para o chalé então se passou o primeiro dia no acampamento Half-Blood
Meu Off


• Meu nome é: Nathan
• Idade: 16
• Como descobriu o nosso Fórum: Pela Lady Afrodite
• Possui outras contas? Se sim, quais? não


Última edição por James S. Lockheart em Sex Nov 02, 2012 8:05 am, editado 2 vez(es)
avatar
James S. Lockheart

Mensagens : 39
Data de inscrição : 29/10/2012
Idade : 20
Localização : Não sei (Venha descobrir)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Convidad em Qui Nov 01, 2012 4:34 pm








Reclamado!




Reclamado filho de Hermes ( ou melhor meu filho )




nath @ ops!


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Joseph S. Baster em Sex Nov 02, 2012 7:57 pm


Joseph S. Baster
Nunca feche os olhos para o mundo, pois há pessoas no mundo que esperam o seu olhar...



Coisinhas Básicas sobre mim!


• Nome:Joseph Stevens Baster
• Idade: 15
• Nacionalidade & Naturalidade:Austrália
• Presenta: {Olhar na lista de presentes}
• Filho de : Afrodite
• Por que ser filho dele:
Habilidades com chicotes foram sempre uma boa coisa, sempre me preocupei com a minha beleza e nem sempre ‘admito’ as outras pessoas, às vezes fazendo-as se sentirem inferiores. Mais isso não é culpa da Deusa é simplesmente minha, minhas características batem forte com a mesma, meus pensamentos e forma de lidar com as pessoas...

• Photoplayer: Alexander Ludwig



Minha Vida!


• Onde você andou se escondendo: Em Sydney...
• Meus melhores amigos: James S. Lockheart


~
Minha História


Conte para a gente como é a sua história,desde o momento em que você nasceu até quando chegou até o Acampamento Meio-Sangue.Minimo 15 linhas.. Evite erros ortográficos.

Jose nunca saberá quem era a sua mãe, seu pai nunca citou o nome da mesma. Sua memória não conseguia se lembrar obviamente daquela época, pois não iria se lembrar de ‘coisa alguma’. A vida de Joseph não foi muito boa, contudo seu pai apoiava o filho em tudo, mesmo sendo rico e pela sua idade teria muitas oportunidades, mas pela TDAH e a dislexia sempre arrumava problemas nas escolas normais por isso começou a freqüenta escolas especiais... Sempre tentando fazer o máximo possível para que não desapontasse seu pai.

Aos 12 anos teve um pressentimento que estava sendo perseguido a falar com seu pai, seu pai arrumou suas malas e mando em uma viagem apenas para ida para um acampamento. O mesmo não sabendo de nada odiou a idéia, o pretexto que seu pai usou que era para sua proteção, mas a questão era que protegendo de quem ou o que. Joseph chegou à colina meio sangue e foi recepcionado por uma menina de cabelos vermelhos e algumas sardas a mesma acompanhou para o topo da colina mal sabia que sua vida iria mudar naquela noite na fogueira...



O Primeiro Dia no Acampamento

Joseph abriu seus olhos lentamente e se encontrou num local totalmente diferente. Seus olhos ficaram brilhando por causa do sol que batia em seu rosto, faziam-no ficar realmente irritado, seu chalé estava um pouco vazio, um pouco estranho pelo fato do horário. O chalé seria de Afrodite, a deusa do amor e beleza, contudo Jose sabia que teria muitas responsabilidades, havia feito uma amizade ao longo dos pequenos dias no acampamento, um filho de Hermes chamado James. Ele fora legal e um pouco engraçado.

O garoto então tentaria algumas amizades a mais, nunca tentaria a força ou algo assim, suas expectativas eram feitas de pura sabedoria, não sendo muito inteligente e nem pouco ligava para que os outros dissessem, os dias no acampamento foram feitos de alegria e às vezes tristeza mais isso se tornaria um pouco complicado demais para que ele entendesse...



Meu Off


• Meu nome é: Nailson
• Idade: 14
• Como descobriu o nosso Fórum: Pelo James
• Possui outras contas? Se sim, quais? ----------
avatar
Joseph S. Baster
Filhos de Afrodite
Filhos de Afrodite

Mensagens : 11
Data de inscrição : 02/11/2012
Idade : 21
Localização : Acampamento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Carol Oliver em Sex Nov 02, 2012 9:05 pm

• Nome: {O nome sem abreviações do seu Personagem.}
Carol Oliver
• Idade: {Qual a idade do seu Personagem?}
14
• Nacionalidade & Naturalidade: {De que país o seu personagem é?}
Brasil
• Presenta: {Olhar na lista de presentes}
Não achei
• Filho de : {De que deus tu é}
Apolo
• Por que ser filho dele: {Responda a pergunta em no máximo 3 linhas}
Por que amo musica,desenho,o sol, o verao, musica e desenho é a minha vida
• Photoplayer: {Quem é 0 seu avatar?}
bom eu vou colocar a Demi Lovato , assim que terminar isso aqui.


Minha Vida!


• Onde você andou se escondendo: {Onde você morou por toda sua vida}
Em uma casa , em florianopolis.
• Meus melhores amigos: {Se tiver algum Melhor amigo especifique aqui}
Algumas pessoas , mas poucas melhores amigos...


~
Minha História


Conte para a gente como é a sua história,desde o momento em que você nasceu até quando chegou até o Acampamento Meio-Sangue.Minimo 15 linhas.. Evite erros ortográficos.
Bom...eu me mudava muito desde quando nasci...não parava em nenhuma casa sempre acontecia uma coisa estranha.Com 5 anos fiz a casa pegar fogo, tivemos que sair.Com 7 o telhado da casa derreteu , e a culpa foi minha, agora uma coisa antiga, eu quando tinha uns 11 meses eu fui passear com minha mãe , e tinha umas crianças brincando no parque com flechas que gruda....eu sai do carrinho peguei o arco da menina e atirei , a flecha acertou um policial ...tadinha da menina ela levou a culpa por mim.
nunca tive amigos na escola, era a menina estranha. A que desenhava e escutava musica.
Fiz amizade com uma menina , mas logo ela saiu da escola.
Era sempre assim, eu fazia amizade , a pessoa sumia .
Nunca mudei de escola.Um dia chegou uma menina,que virou minha amiga assim do nada.
1 mês depois ela me conta que sou uma semideusa...eu reagir como todo mundo,fiquei tipo "oque","mentira",você só pode estar brincando né? diz que éh."
Mas no fim me conformei...fui levada ao camp, lutei com monstros mas nada de mais.




O Primeiro Dia No Acampamento

Espaço para um post teste, onde você irá descrever o seu primeiro dia no Acampamento Meio-Sangue, fale como o dia foi para você como achou o seu chalé,suas amizades e inimizades. Minimo 20 Linhas.

Depois que cheguei eu desmaiei...
Fiquei desacordada por um dia...Por que eu não sei, só sei que acordei em um lugar diferente.
Pensei comigo mesma : Só posso estar sonhando.
Como eu tava enganada.Me belisquei e (AI doeu e não to sonhando)
Bem nesse momento tive uma sensação de estar sendo observada...
Olho para um lado,não vejo nada, olho para o outro...
-AHHHHHHHHHHH.....Quem é você?
-Ola criança,bem vinda . Eu sou Quiron. Você foi reclamada em quanto dormia...vamos, seu chale é o 7.
Apolo foi bem criativo me reclamando enquanto dormia né?
Cheguei no meu chale e adorei tudo que vi...Foi muito legal.
O dia passou já era a hora do jantar...
Fiz aquilo tudo...joguei a comida na foqueira e disse:
-Pai...você foi bem criativo...
fui comer...pensei numa bebida...um suco de laranja natural . Achei que não ia dar certo ...
eu estava errada de novo.
~plim~apareceu .
depois eu fui dormir porque o dia foi cheio...

.


Meu Off


• Meu nome é: Não precisa dizer o seu nome completo diga apenas o primeiro nome ou um Apelido
Carolina
• Idade: Alto explicativo
!4 anos
• Como descobriu o nosso Fórum: Diga-nós como chegou até aqui
Foi um menino em outro forum...nao lembro o nome agora
• Possui outras contas? Se sim, quais? Também é alto explicativo.
nop
avatar
Carol Oliver
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo

Mensagens : 10
Data de inscrição : 02/11/2012
Idade : 20
Localização : fpolis,camp

Ver perfil do usuário http://carolina-carol-design.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Atena em Sex Nov 02, 2012 9:56 pm







Joseph!

Reclamado!




Bem-vindo filho de Afrodite! Carol, poste de acordo com a ficha.




nath @ ops!

avatar
Atena
Deuses
Deuses

Mensagens : 26
Data de inscrição : 25/10/2012
Localização : Olimpo

Ver perfil do usuário http://theolympuspride.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Carol Oliver em Sab Nov 03, 2012 10:42 am


Nome do Personagem,
frase que combine com o teu personagem

x x x


Coisinhas Básicas sobre mim!


• Nome: {O nome sem abreviações do seu Personagem.}
Carol Oliver
• Idade: {Qual a idade do seu Personagem?}
14
• Nacionalidade & Naturalidade: {De que país o seu personagem é?}
Brasil
• Presenta: {Olhar na lista de presentes}
Não achei '-'
• Filho de : {De que deus tu é}
Apolo
• Por que ser filho dele: {Responda a pergunta em no máximo 3 linhas}
Por que eu amo musica,desenho,sol,e me acho parecida com ele
• Photoplayer: {Quem é 0 seu avatar?}
Demi Lovato.


Minha Vida!


• Onde você andou se escondendo: {Onde você morou por toda sua vida}
Em uma ilha , em Florianópolis
• Meus melhores amigos: {Se tiver algum Melhor amigo especifique aqui}


~
Não tive amigos....
Minha História


Conte para a gente como é a sua história,desde o momento em que você nasceu até quando chegou até o Acampamento Meio-Sangue.Minimo 15 linhas.. Evite erros ortográficos.



Bom....quando eu nasci, minha mãe já sabia que eu era especial. Nos mudamos para uma ilha escondida de tudo e todos...ela me disse que era pro meu bem.
Eu cresci sozinha,sem amigos, só com a minha mãe e um cachorrinho , seu nome era Ted , ta eu sei que Ted e nome de ursinho , mas eu tinha 3 anos quando escolhi esse nome.
Eu nunca fui para a escola, sempre estudei em casa , minha mãe era a minha professora .
Certo dia nosso Ted apareceu morto com um bilhete que dizia assim.
Achou que nós somos bobos.
haha,te achamos.
Minha mãe me falou que eu era semideusa , e não sabia quem era meu pai.
Eu não consegui aceitar de primeira, eu me belisquei achando que era um sonho...melhor um pesadelo.
Aiiiii doeu . Não era um sonho , nem pesadelo. minha mãe me colocou num barco, era o único jeito de sair dali , e fomos para o aeroporto.
ela me arrastou para traz do aeroporto e me deu um saco de Dracmas,com uma passagem para o EUA, disse para mim não confiar em ninguém e ir para uma casa com as letras CHB no tapete.Me despidi e fui.
A viagem foi calma, eu tava confusa,como isso pode ser real....tipo eles morreram a muito tempo.
achei a casa ,pera isso não é uma casa, é uma van . Tinha um menino bode colocando crianças como eu,la dentro.
entrei na van. e fui para o camp.
chagando la eu desmaiei.

O Primeiro Dia no Acampamento

Espaço para um post teste, onde você irá descrever o seu primeiro dia no Acampamento Meio-Sangue, fale como o dia foi para você como achou o seu chalé,suas amizades e inimizades. Minimo 20 Linhas.



Cheguei no camp e desmaiei....

acordei com um gosto bom na minha boca...olhei para um lado não vi ninguém ...voltei a dormir.
Meu sonho começa assim:
eu caminhava pela praia,o mar estava calmo , o céu azul.
logo reconheço. É a minha casa. Corro até a porta da casa, pera essa não é a minha porta.
de repente a casa some.
Fico perdida sem saber onde ir . Uma luz aparece me guiando até a praia , onde o sonho começou.
Um sol aparece em cima da minha cabeça.
Eu acordo,E volto a dormir.

2horas depois eu acordei.O gosto ja tinha sumido, olho para esquerdo não vejo ninguém , olho para direita
-Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh.....Quem é você?!?
-Oi criança , eu sou Quiron, bem vinda ao Camp.
-Você...hãã....você é um cavalo?
-hahahah....um centauro criança,um centauro.
-aah.
-Seu pai lhe reclamou,filha de Apolo.
-Ah...ok.
-chale 7, vamos.
bom fui pro meu chale , arrumei minhas coisas, e logo fui para o jantar.
janter,queimei metade do meu prato, e fui de volta para o chale.
assim foi meu primeiro dia.

Meu Off


• Meu nome é: Não precisa dizer o seu nome completo diga apenas o primeiro nome ou um Apelido
Carolina
• Idade: Alto explicativo
14
• Como descobriu o nosso Fórum: Diga-nós como chegou até aqui
foi um menino em outro forum...nao me lembro do nome
• Possui outras contas? Se sim, quais? Também é alto explicativo.
nop
avatar
Carol Oliver
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo

Mensagens : 10
Data de inscrição : 02/11/2012
Idade : 20
Localização : fpolis,camp

Ver perfil do usuário http://carolina-carol-design.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Poseidon em Sab Nov 03, 2012 5:14 pm







Carol

Reclamado!




Bem-vindo filha de Apolo! Carol, poste de acordo com a ficha.




nath @ ops!

avatar
Poseidon

Mensagens : 31
Data de inscrição : 26/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Louise Zane em Seg Nov 05, 2012 5:42 pm


Louise Zane,
Nada é impossível quando se tem força de vontade!

x x x


Coisinhas Básicas sobre mim!


• Nome: Louise Zane
• Idade:16
• Nacionalidade & Naturalidade: Toronto, Canadá.
• Presenta: Acho que ainda não contém.
• Filho de : Hefesto
• Por que ser filho dele: Desde pequena sempre fui muito fissurada em Hefesto, suas forjas, sua historia, seu modo de viver, tudo nele me faz admira-lo intensamente, gostaria de me tornar filha dele para poder honra-lo e poder realizar o meu sonho... Ser como ele!
• Photoplayer: Barbara Palvin



Minha Vida!


• Onde você andou se escondendo: Internato no Canadá.
• Meus melhores amigos: Kurt Damon e James S. Lockheart


~
Minha História


Desde que Louise nasceu foi tudo muito complicado, seu parto foi difícil e por pouco a menina não faleceu, mas por alguma benção ela conseguiu sobreviver. Aos 4 anos a garota tinha uma impressionante habilidade de inventar coisas facilmente e rapidamente. Sua infância foi normal como a de qualquer outra criança, mas apenas sua infância.

Muitos anos se passaram e a menina já não era mais uma criancinha, ela já estava com 16 anos e sua adolescência andava um tanto turbulenta, nada dava certo na vida da jovem, ela não parava em uma escola, não se dava bem com muitas pessoas e para completar era disléxica, o que não era nada legal aonde vivia, todos a zoavam intensamente pelo fato menos Jake. Ele era o melhor amigo de Louise um tanto estranho e perturbado, mas Louise por algum motivo ela não conseguia fica longe dele. Mesmo quando ela não queria mais vê-lo ele de repente aparecia na sua frente e como sempre coisas desastrosas aconteciam!

Um dia eles estavam indo para a escola e Louise comentou com Jake temendo que ele achasse que ela estava louca.

- Jake...

Ela suspirou e voltou a falar.

- Tem acontecido coisas estranhas comigo...

Ele olhou para ela um pouco preocupado e falou.

Que coisas, Louise?

Ela rapidamente começou a falar sem para.

- Pessoas falando que eu sou filha de um deus, querendo arranjar briga por isso e muito mais. Isso é impossível, não é?

Jake coçou a nuca, nervoso e disse.

- Bem... Claro... Hã... Na verdade não!

Ele olhou para ela e ela fez o mesmo dizendo.

- Como assim não, Jake?

Os dois pararam no meio da rua e ficaram por alguns momentos calados. Louise não entendia nada e esperava que Jake lhe explicasse tudo, mas de repente o céu escureceu e começou a chover, como ainda estavam perto do internato voltaram para o mesmo correndo e como se imagina, chegaram lá encharcados.

Os dois se secaram e foram para a varanda e se sentaram na mesma então Louise disse.

- Pode me explicar agora?

Ele assentiu falando.

- Sabe aquelas histórias que eu sempre te conto sobre os deuses, a mitologia grega, as criaturas e muito mais?

Ela quase não piscava e assentiu afirmando que lembrava então ele continuou.

- Tudo aquilo é verdade. Os deuses existem, e nada disso é mitologia... Essas pessoas que tentaram lhe machucar falando que você era filha de um deus deveria ser uma criatura que lhe encontrou e sentiu cheiro de semideus. Ah, esse é outro motivo de eu nunca querer me desgrudar de você... Quando estamos pertos o meu cheiro disfarça o seu cheiro... E mais uma coisa...

Ele se levantou e começou a desabotoar as calças, eu fiquei pasma e comecei a gritar tapando os olhos.

- Para com isso, Jake! Paraaa!

Ele ri e disse.

- Pode olhar, Louise! Fique calma!

Eu olhei e vi que ele tinha... Patas? Como assim patas? Mantive a calma e pus meus pensamentos em ordem e logo disse.

- Você é... Um Bode?

Ele fez cara feia e disse.

- Não sou um bode, sou um sátiro!

Fiquei o olhando e ri um pouco e disse.

- Ah, que seja! Mas... E agora o que eu faço? Fico por aqui mesmo?

Ele vestiu as calças e disse.

- É claro que não, nós vamos para o acampamento meio sangue! Um lugar onde todos os semideuses estão protegidos de qualquer criatura... E, bem, você vai descobri quem é seu pai!

Eu realmente não tinha me ligado nisso, eu era uma semideusa, filha de um deus, mas quem seria ele? Eu esperava que fosse Alguém que eu admirasse, pois eu faria de tudo
para pode-lo honra-lo da maior maneira possível!



O Primeiro Dia no Acampamento

Assim que eu cheguei ao acampamento meio sangue tudo era muito estranho, mas bom ao mesmo tempo. Só em estar ali já parecia que eu realmente tinha encontrado minha casa.

[...]

Era umas 4 horas da tarde quando cheguei no mesmo, alguns estavam treinando e outros estavam conversando, mas eles deveriam ter se esforçado bastante naquele dia, pois todos tinha uma aparência de cansados ali. Conforme eu ia passando muitos olhavam para mim com a expressão de curiosos. Jake sorriu para mim e disse.

- Aposto que todos querem que cheguem logo à janta!

Fiquei olhando para ele e disse.

- Por quê?

Ele suspirou e disse rindo.

- Querem saber quem é seu pai!

Dei um pequeno sorriso e continuei andando em silencio, eu também queria saber quem era o meu pai, queria muito mesmo, mas só seria a noite então aquela sensação de curiosidade percorria por todo meu corpo...

Jake me levou até o chalé de Hermes e disse que eu ficaria ali por enquanto até que eu fosse reclamada, aquele chalé era bem cheio, alguns campistas vieram falar comigo dando boas vindas, os cumprimentei agradecendo e logo em seguida separei minha roupa e tomei um belo banho, aquele dia foi corrido e eu ainda estava meio estagnada com aquela situação, me arrumei e sai do chalé de Hermes. Já estava escurecendo, deveria ser por volta das 6 horas, sentei-me em uma pedra ao lado do chalé e dois rapazes vieram em minha direção, eles pareciam ser amigos, pois não paravam de rir, quando chegaram perto os dois falaram em pleno coro.

- Seja bem-vinda!

Eu ri e eles também ficaram rindo, então eu disse.

- Obrigada!

Então eles se apresentaram .

- Me chamo Kurt, Filho de Hefesto! E esse é...

Mas antes que ele pudesse falar o outro deu uma passo a frente e falando.

- Me chamo James, Filho de Hermes.

Sorri para os dois e disse.

- Me chamo Louise e sou... – Olhei para o céu e disse rindo – Sou filha de alguém.


Ele riram e eu ri também, logo depois vi todos se reunirem fora do chalé e irem para um lugar grande cheio de meses então Kurt disse.

- Vamos, hora da janta... E também é hora de saber quem é seu pai!

Me levantei da pedra e fui com eles dois para o refeitório, coloquei minha comida e me sentei com James, na mesa de Hermes, já que não era reclamada ainda, e Kurt se juntou aos irmãos dele.

Logo depois James me disse que teríamos que jogar a comida na fogueira como agradecimento aos deuses, então me levantei e parei em frente à fogueira e suspirei e joguei a comida pensando.

- “Seja lá quem for meu pai, obrigada por tudo!”

Sorri e de repente todos estavam olhando para mim sorrindo, vi Kurt vindo em minha direção e disse.

- Seja bem vinda, Maninha!

Ele me deu um abraço de urso e percebi que havia algo brilhando acima da minha cabeça e era um símbolo... O símbolo de... Hefesto! Meu pai era Hefesto! Estava muito feliz com tudo aquilo, agora o que tomava conta do meu corpo era a alegria, a felicidade de ter um pai e irmãos... Uma família.




Meu Off


• Meu nome é: Julianna
• Idade: 14
• Como descobriu o nosso Fórum: Hefesto me indicou.
• Possui outras contas? Se sim, quais?Não
[i]
avatar
Louise Zane

Mensagens : 1
Data de inscrição : 01/11/2012
Idade : 22
Localização : CHB

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Lucas Delos em Seg Nov 05, 2012 6:42 pm


Lucas Delos
Podemos controlar nosso próprio destino…


Coisinhas Básicas sobre mim!


• Nome: Lucas Delos
• Idade: 16
• Nacionalidade & Naturalidade: Espanha
• Presenta: {Olhar na lista de presentes}
• Filho de : Hefesto
• Por que ser filho dele: Gostaria de ter a honra de ser filho de Hefesto.
• Photoplayer: James Lafferty



Minha Vida!


• Onde você andou se escondendo: Espanha
• Meus melhores amigos: Meus primos Hector e Jason (In Memorian)


~
Minha História


Nasci meio a uma simples família na Espanha. Como cresci sem pai logo adiquirir o peso de “Chefe” de família, vivendo apenas eu e minha mãe. Outros parentes viviam próximos a mim, como meus primos Hector e Jason, gêmeos de minha idade e éramos inseparáveis. Eles sempre questionaram minha paixão por máquinas , e pelo que minha mãe me contava, era também a paixão do meu pai. Tudo ia bem até que o desastre aconteceu... Mesmo crescendo juntos, eu e meus primos tínhamos momentos em que discordávamos de várias coisas, principalmente Hector, mas sempre voltávamos a nos falar, neste dia foi diferente... Hector e eu iniciamos uma discussão enquanto saíamos de uma festa, ato que logo se elevou para uma briga, Jason tentava sempre amenizar as coisas, por nos conhecer e por ser tão próximo. Depois da briga terminada percebi que um grupo de estranhos nos observava, eles aparentavam serem bem mais velhos do que eu e mais altos também. Jason, notando o que eu estava vendo, começou a nos levar pra casa, mesmo eu e Hector sem nem nos encararmos, temendo recomeçar a briga. Três quarteirões antes de chegarmos a casa fomos interceptados pelo grupo de jovens que nos encaravam na festa, todos pareciam mais altos agora que estavam tão próximos e isso era estranho e de repente um clarão cobre todo o cenário, bem na hora que o grupo pula sobre mim e meus primos. Acordo atordoado e então olho ao redor... Hector e Jason estavam caídos ao meu lado, mortos com ferimentos no rosto produzido por um martelo que pelo destino ou não, estava em minhas mãos ensanguentadas. Lembro-me de minha mãe chegar correndo no beco e ver toda a cena, mas ela também olhou para o chão e foi quando eu vi pilhas de uma espécie de poeira espalhadas até mesmo sobre mim. Fazendo um gesto diferente ela me puxou pela mão e tirou daquele beco, entrando no carro dela e me levando para o aeroporto. Lá pegamos um avião direto para NY e um taxi para Long Island, onde ela me deixou na beira de um morro com minhas coisas numa mala e uma carta para eu entregar ao intitulado Sr. Quíron...

É... E assim começa minha jornada



O Primeiro Dia no Acampamento

Mesmo enquanto eu tomava um banho quente aquela cena não saia de minha cabeça... Hector e Jason que eram tão próximos a mim, mortos pelas minhas mãos? Isso só podia ser um pesadelo. Permitir-me chorar novamente no banho enquanto o som do chuveiro silenciava meus soluços e lavava minhas lágrimas. Logo quando saí Sr. Quíron me esperava do lado de for a da Casa Grande, que era um nome bem lógico para o lugar onde eu estava. Uma casa de pelo menos 3 ou 4 andares toda pintada de azul era algo chamativo, ainda mais para o morador de lá. Quando eu cheguei eu achei ter visto um homem montado em um cavalo branco, mas logo percebi que o homem era metade cavalo branco. Ele percebeu minha chegada e trotou até mim com uma cara de curiosidade.

- Como se chama meu jovem?
- Lu-Lucas De-Delos. – Falei um pouco trêmulo com o que eu via, mas não me importava muito, menos de 24h atrás eu matara duas das três pessoas que eu me importava, então meu próximo movimento foi começar a chorar.

Quíron percebendo que eu segurava uma carta tomou de minhas mãos e a leu, fazendo uma cara de entendido enquanto lia o que quer que minha mãe tenha escrito lá. Deve ter sido algo convincente, pois Quíron tentou me consolar enquanto chamava dois garotos que estavam lá perto, mandando levarem a mim e minhas coisas para a casa grande...

Com uma roupa limpa e enfim calmo, Quíron me explicou que ele era um centauro e me falou também sobre eu ser um semideus. Quíron também falou sobre o incidente com meus primos, e que na verdade havíamos sidos atacados por monstros, o que explicava toda aquela poeira disse Quíron.

- Lucas Delos, venha comigo, conhecer o resto do acam...

Quíron parou de falar pois observara uma marca em minha testa, eu mesmo reparei apenas pela forma como eu estava sendo observado e lá estava, com a cor de fogo, um martelo rodando sobre minha cabeça... Acho que queria dizer algo bom, pois Quíron logo disse.

- Pegue suas coisas e vamos, tem de conhecer onde você vai ficar.

...

O chalé 9 era algo agradável, totalmente mecanizado eu assim que vi me senti em casa, era o lugar perfeito para eu morar e logo quando chego a porta uma garota sai correndo e nos chocamos, raiva passou por seus olhos até que olhando direito para mim e depois para Quíron, a raiva foi substituída por compreensão e depois por alegria.

- Ah, oi, ele é de Hefesto também? Bem-vindo ao chalé 9 novato. – Ela disse apertando minhas mãos e sorrindo.

- Ah, Olá, me chamo Lucas... – Ela parecia animada e olhei para Quíron, que sorrindo começou a explicar.

- Lucas, leia a carta que sua mãe me enviou e vai entender o resto. Este agora é seu chalé e todos que aí vivem, são seus irmãos e irmãs.

Ele se afastou e eu fiquei encarando a menina, também comecei a sorrir, mas logo esse sorriso sumiu quando esbarrando em nós, um grupo de garotos nos leva novamente ao chão andando com o maior desprezo.

- Cuidado por onde anda novato... – Disse o garoto sem parar para ajudar, apenas seguindo seu caminho.

A garota me levou para dentro do chalé e então me apresentou a todos os outros, me levando logo depois para o anfiteatro onde todos os outros campistas se reuniram...

Logo depois voltamos para o chalé e algumas horas depois deu-se o toque de recolher.



Meu Off


• Meu nome é: Ailton
• Idade: 19
• Como descobriu o nosso Fórum: Indicação de amigos
• Possui outras contas? Se sim, quais? Nem tenho
avatar
Lucas Delos

Mensagens : 5
Data de inscrição : 05/11/2012
Idade : 22

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Atena em Seg Nov 05, 2012 7:14 pm







Reclamados

Filhos

de Hefesto!




Bem-vindos!




nath @ ops!

avatar
Atena
Deuses
Deuses

Mensagens : 26
Data de inscrição : 25/10/2012
Localização : Olimpo

Ver perfil do usuário http://theolympuspride.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Anthony L. Undersee em Ter Nov 06, 2012 11:31 am


Nome do Personagem,
O importante é o que importa! (Y)

x x x


Coisinhas Básicas sobre mim!


• Nome: Anthony Louis Undersee
• Idade: 17 anos
• Nacionalidade & Naturalidade: Brasil
• Presente:
• Filho de : Hefesto
• Por que ser filho dele: Porque... Acho que porque eu as vezes sou meio sem jeito com coisas vivas - exceto animais, eles são mais legais que humanos (Y) -, também porque admiro muito Hefesto. O jeito como age. Sua forma de ver as coisas - de acordo com o livro 'O Herói Perdido'. E, bom, é um dos deuses que mais gosto, e, sinceramente, gostei muito dos poderes de suas proles...
• Photoplayer: Francisco Lachowski



Minha Vida!


• Onde você andou se escondendo: Numa pequena cidade, no interior de São Paulo: Potim. Município Vizinho da 'Capital da Fé': Aparecida do Norte.
• Meus melhores amigos: Acho que não tenho nenhum. Não lembro, pra ser sincero.


~
Minha História



Nasci no dia vinte e cinco de novembro, no ano de 1995. O dia de meu nascimento, de acordo com minha mãe, foi um dos mais belos possíveis: Ensolarado, calmo, sem nuvens no céu - minha mãe brincava dizendo que Apolo permitiu um dia muito belo.

Nasci no período da manhã. Minha mãe tinha saído, fora visitar meus avós - seus pais -, e, no caminho, a bolsa rompeu. Sorte... Isso estava comigo desde pequeno, pois ela estava sozinha na rua, mas estava perto do posto de saúde. De lá poderiam encaminhá-la para o hospital da cidade vizinha. Claro, provavelmente eu nasceria na ambulância - porque, né? Saúde no Brasil não era prioridade -, mas, como disse, tive sorte.

Um carro, de um conhecido de minha mãe, parou bem ao lado dela. Quem era? Nem imagino, minha mãe me falava sempre muitas coisas, mas nunca me disse quem era. Mas sempre disse que era alguém importante pra mim - que eu levava no sentido de: Graças a ele nasci num lugar que preste -, o importante é que ele me ajudou, eu acho.

Meu pai... Minha mãe dizia ser uma divindade grega. Podem dizer que ela era louca e tudo mais, mas ela era uma mãe incrível. Amava qualquer tipo de projeto, era uma ótima desenhista, mas trocou um futuro brilhante de... Não lembro o que... Mas ela deixou tudo por mim. Sempre que brigamos ela me diz isso, e isso dói. E muito. As vezes os pais não sabem medir as palavras.

Por isso: Sou super esforçado na escola, minhas notas são sempre boas - Ótimas se levar em consideração que tenho TDAH e dislexia -, e sou ótimo, acreditem ou não, em matemática. Simplesmente entendo com facilidade, assim como sou em Artes. E educação física - mas essa eu nem ligo muito, são aulas chatas.

Lembro me muito pouco de minha infância. Só sei que, desde pequeno, tenho um portfólio onde desenhei diversas criaturas mitológicas. Minha mãe as amava. Mas meu portfólio só tinha desenhos um tanto que... Infantis. Mas, a partir dos doze, meus desenhos evoluíram. E muito.

Minha mãe sempre me dizia para focar-me no que eu era bom - e eu achava que ela falava sobre assistir séries. Meus desenhos evoluíam aos poucos, até que comecei a desenhar projetos de bigas. Pois é, herdei de minha mãe o amor por coisas antigas, e pela mitologia grega.

Juntamos dinheiro por três anos, e quando completei quinze anos fomos para os Estados Unidos.

A Viagem foi legal. E minha mãe me contou uma coisa bem chata de se ouvir: Ela teria de me deixar.

Minha mãe pegou meu portfólio, folheando os desenhos... As górgonas, tendo a Medusa um destaque maior que Esteno e Euryale, um basilisco, um minotauro, a Equidna, espíritos da tempestade, Pégasos, Karpois... Todos com suas histórias, habilidades, vantagens e fraquezas descritos abaixo do desenho. Então... O acampamento. Bom, na verdade era a entrada para um lugar onde tinha escrito 'Camp Half-Blood'... Ao menos é o que eu lembrava de meu sonho, e o desenhei. E, então, veio a explicação sobre o lugar. Tudo, um mundo diferente, sabe?

E, bom, foi assim... Aliás, minha mãe tinha câncer. Pois é, tinha. Ela faleceu uma semana depois de me dar a localização do camp. Parentes? Nenhum aqui, consegui que ela pudesse ser enterrada lá próximo ao camp... E, bom, o chalé onze era acolhedor. Em pouco tempo eu já tinha superado isso. Não soube do julgamento dela, mas acho que ela teria ido para um lugar justo, não?

Enfim, ela não me contou quem era meu pai... Ela realmente gostava de fazer jogos. Pura maldade dela - brincadeira, mas essas brincadeiras eram normais entre nós dois.




O Primeiro Dia no Acampamento

Espaço para um post teste, onde você irá descrever o seu primeiro dia no Acampamento Meio-Sangue, fale como o dia foi para você como achou o seu chalé,suas amizades e inimizades. Minimo 20 Linhas.

Minha mãe havia falecido a, mais ou menos, quatro dias. É, demorei quatro dias pra poder criar coragem pra vir pra cá. Subi a colina, passei perto do local onde minha mãe fora enterrada. Quíron dizia que o acampamento estaria de portas abertas para mim, pra hora que eu me sentisse a vontade de vir. Já tinha terminado meus estudos... Estava pronto para entrar na Aeronáutica, ia ter um bom emprego lá... Minha vida estava feita, sério... Mas, enfim, desta vez Tique não estava a meu favor.

'Quem é meu Pai?', essa pergunta me assombrou por um dia todo. Ficar no chalé onze, como um indefinido, não era nem um pouco legal... Eu me sentia sem identidade. Apenas mais uma formiga. Mais um espaço ocupado. Mas era, em parte, divertido... Os filhos de Hermes são legais, todos brincalhões e tudo mais. Só não gostei quando mexeram em meu portfólio. Até que levei isso numa boa. Ele tinham uma brincadeira estranha: Adivinhar de quem o indefinido é filho. Folhearam meu portfólio, pra, no fim, me dizerem: - Belos desenhos. Tem mãos ágeis para desenhar. Talvez filho de Atena, ou até de Hermes... Quem sabe... Hefesto?

Então todos riram com o último deus. Provavelmente eu estava com a expressão: 'Hey, sou novo, não me deixe boiando'. O Filho de Hermes disse sorrindo: - Sua estatura... Filhos de Hefesto costumam ser super musculosos. Bom, você é o que as meninas chamam de 'Gato' e tudo mais. Definido e tal... Mas... Os filhos de Hefesto parecem touros. Assim como os de Ares. Você tem cara de ser mais um dos filhos de Hermes, somos muitos... Como pode ver.

Acabei por rir junto a eles. Talvez Atena... Deusa da inteligência e estratégia em batalha. Desenhos... se não me engano ela também tinha o dom das artes. Mas, espera... Minha mãe era uma mortal, o que significa que eu tenho um pai divino. Minha mãe me disse isso. Será que sou filho de Hermes mesmo? Ai deuses, eles conseguem fazer o que eu fazia com meus amigos: Deixá-los confusos.

Deitei-me na minha cama, olhando para o teto do chalé. Então respirei fundo. Mas logo comecei a tossir. Malditos filhos de Hermes, banharam o ar do chalé com perfume!

Levantei-me o mais rápido que pude, fugindo por uma das janelas do chalé. Todos saíram rindo - inclusive eu mesmo. Fiquei sentado na grama fofa e gelada, passando minhas mãos nela. No Brasil, realmente, eu não tinha tempo pra aproveitar isso.

A grama estava um pouco molhada. Sentado ali me fez lembrar de minhas brincadeiras com meus primos no 'Campinho'. Fiquei olhando para o chalé onze, que se esvaziava bem rápido, com os Stoll rindo, e muito.

Respirei fundo o ar delicioso do lado de fora do chalé - diferente de lá dentro -, sorrindo. Começo de uma vida nova, não? Talvez seja bom... Ou não.

[...]

Ainda naquela manhã, depois de um tempo sentado na grama, fui para o refeitório... Logo almoçaríamos, e eu estava com muita fome.

Sentei-me numa mesa junto aos outros indefinidos, estávamos todos conversando e rindo, muito. Normalmente fico quieto... Eu acho. Desta vez foi bem assim, apenas ria. Logo vi campistas de Apolo chegarem... Alguns deles tinham instrumentos musicais... Em seguida os campistas de Afrodite... Várias Barbies e Kens juntos, todos numa mesa. Em outra mesa estavam filhos de Atena, todos conversando... O que eu não sei, mas não acho que fosse sobre Estratégias e tudo mais. Havia três mesas vazias, onde ficavam os filhos dos Três grandes... Também haviam filhos de deuses Menores em outras mesas. Mas uma mesa me chamava atenção, a mais silenciosa: A Mesa com Campistas de Hefesto.

Eles brincavam com pequenos objetos em suas mãos, mas quase não conversavam. Poucas vezes via um deles rindo, e acho que o Líder do Chalé me notou.

Desviei o olhar da mesa e comecei a mexer em meus dedos, um tanto nervoso.

Enrolei muito, mas comi apenas um pouco de batatas... Eu me sentia desconfortável ali, pra ser sincero. Não que eles não fossem acolhedores e tudo mais, mas é que eu me sentia observado. Isso é muito chato. E batata é muito bom.

Eu estava com fome sim, mas não estava afim de comer. Por fim, tudo que comi, além das batatas, foi uma maçã. E, mesmo sendo estranho, eu estava satisfeito.

Logo estávamos todos saindo, e eu fiquei todo aquele tempo em silêncio. Mas era pela perda de minha mãe, talvez eu não tenha superado isso ainda. Quando saí do refeitório, pensei em ir tentar a parede de escalada, mas acabei indo para o topo da colina meio-sangue.

[...]

Lá eu sentia uma leve brisa em meu rosto, era aconchegante. Podia ver grande parte do acampamento, e também um dragãozão. Eu ainda não tinha me acostumado com a ideia de 'Vida Nova' e tal... Mas eu sei que logo iria.

Então gelei, quando vi o monitor do chalé de Hefesto se aproximando. Não fiz nada de errado, mas ele dava medo. Sei que tenho dezessete e tal, mas eu tenho direito de ter medo de um cara que tem quase dois metros de altura, não?

Ele tinha a pele morena e cheia de cicatrizes, provavelmente por causa do tal 'Trabalho em Forjas'. O cara simplesmente deu um sorriso, seus dentes eram tão brancos que pareciam que quase fiquei cego. Ele se sentou ao meu lado perguntando: - Como vão as coisas no chalé de Hermes?

Então a cena da manhã toda se passou em meus olhos, até que respondi: - Tirando o fato que eles amam nos sacanear, ta tudo indo bem. E as coisas no chalé de Hefesto? Vocês tem quantos Transformers? - Pensei que levaria um soco, mas ele apenas riu. Então disse: - Certo, é confidencial, mas: Já fizemos um, mas Sr. D não pode saber

Mesmo ele rindo, eu podia jurar que era verdade. Eu já tinha visto um projeto dos filhos de Hefesto, são tão incríveis quanto os dos filhos de Atena - claro que vi em um sonho meu, o que eu vi a entrada do camp e tudo mais, mas vi! -, mas logo me toquei que era uma brincadeira. Pensei que os filhos de Hefesto não tinham senso de humor, sério.

Ficamos mais um tempo conversando, em tão ele chegou ao meu temor: A Fogueira. E então ele me explicou melhor como funciona a fogueira: - Bom, todos nos reunimos, deixando os indefinidos numa mesa separada. Então apenas os observamos, esperando que fossem reclamados... Normalmente fazem uma oferenda e o deus o reclama, fazendo um 'Holograma' surgir acima do campista, com o símbolo do deus. Por exemplo, Afrodite é uma pomba, Poseidon um tridente... E Hefesto, um Machado em Chamas. Um campista, certa vez, começou a correr de um lado para o outro achando que sua cabeça estava em chamas. Uma pena eu não ter visto

Ele riu contando sobre o campista. Mas, realmente, deve ser estranho ter fogo acima da cabeça. Acho que eu ia pedir pra que jogassem água em mim até eu apagar.Acabei rindo com ele, e logo nos despedimos. Nos prometemos estar na fogueira hoje, e esquecemos de nos apresentar. Mas tudo bem, já estava quase noite... Então eu tinha de ir para o chalé e já me vestir, antes que os campistas de Hermes resolvessem tacar fogo em minhas roupas.

[...]

Já estava vestido para ir a fogueira - Na verdade só estava com uma camisa do camp e um jeans escuro, e um tênis normal.

Enfim, fui pra lá o mais rápido que pude, e nem prestei atenção no caminho - mesmo não tendo muita coisa pra olhar. Fiquei sentado na mesa, então Quíron começou a falar. Não prestei atenção, estava tentando descobrir de quem poderia vir a ser filho. Apolo, quem sabe? Gosto de Arco e Flecha... Eu até poderia ser de Hermes e tal, só que não. Dionísio, talvez? Já que, ao menos antes da morte de minha mãe, ninguém consegui ser tão desastrado - parecendo bêbado - quanto eu. Ares... Nunca, não sou 'marrento'... Deuses, pra qualquer um que eu pudesse ser eu seria estranho. Filho de Hermes: Não muito criativo para brincadeiras. Dionísio: Não gosto de bebidas alcoólicas. Hefesto: Falo demais. talvez Hypnos, já que eu to sempre com sono e preguiça.

Eu estava tão perdido em meus pensamentos que não vi que alguns campistas acabaram de ser reclamados. E, adivinhem só, eu era o próximo!

Levantei-me mega sem jeito - eu realmente não gosto que voltem a atenção para mim. Vários pares de olhos, todos voltados para mim! Aquilo era horrível. Não que eu seja antissocial, mas é que... Ser o centro das atenções não é legal.

Quase tive um ataque de risos, de tão nervoso que estava. Consegui me controlar, enquanto Quíron falava... E logo uma luz laranja um pouco mai forte toma conta dali. E, deuses, era da minha cabeça. Legal, agora eu brilho. Ou melhor, minha cabeça brilha.

Ninguém ali me conhecia, apenas o meu irmão mais velho - é, o monitor do chalé de Hefesto. Me sentei a mesa de Hefesto, e disse a ele rindo: - Certo, sou Anthony. Ou Thony, como preferir, mas, maan, qual é teu nome?




Meu Off


• Meu nome é: Pablo. Pabs. Pabro.
• Idade: 15 anos o
• Como descobriu o nosso Fórum: A Allison sei que lá me mostrou
• Possui outras contas? Se sim, quais? Não =3
avatar
Anthony L. Undersee

Mensagens : 2
Data de inscrição : 05/11/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Hefesto em Ter Nov 06, 2012 3:03 pm







Reclamados

Filhos

de Hefesto!




Bem-vindo!




nath @ ops!

avatar
Hefesto

Mensagens : 3
Data de inscrição : 28/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Allison Devitte Ghesini em Qui Nov 08, 2012 2:01 pm


allison devitte ghesini,
a primeira qualidade do estilo é a clareza.

x x x


Coisinhas Básicas sobre mim!


• Nome: Allison Devitte Ghesini
• Idade: 16
• Nacionalidade & Naturalidade: Italiana
• Presenta: {Olhar na lista de presentes}
• Filho de : Hefesto
• Por que ser filho dele: A honra seria muito grande, representar meu pai como uma parte dele, para todos. Sendo assim, eu adoro mar e quando viajava com minha mãe, ela me dizia parecer um peixinho inocente e não é apenas isto pois sempre admirei Hefesto por tudo.
• Photoplayer: Troian Bellisario



Minha Vida!


• Onde você andou se escondendo: Uma mansão no interior da Italia.
• Meus melhores amigos: Johnatan H. Borstwich


~
Minha História


Era dia 27 de agosto de 1996, não foi um dos melhores dias, pelo que ouvi minha mãe passou por dificuldades e quase que eu não venho ao mundo, se não fosse um dos melhores médicos do país naqueles anos, mas tudo estava muito ensolarado, era um pôr-do-sol belo e minha mãe brincou dizendo que Hefesto permitiu que não chovesse, ou impediu, ou pelo menos tentou evitar fazer um desastre no dia de meu nascimento.

Nasci no período da tarde, como já dito. Minha mãe estava em casa assistindo um jogo de base-ball com seu colega de trabalho, Mark, e então começou a sentir forte dores após ir ao banheiro e viu um tanto de sangue quando foi lavar suas mãos, então ela ficou um pouco zonza e caiu, seu colega ouviu o "pequeno" estrondo vindo do banheiro e o mesmo foi logo ajudá-la, levou ao pronto socorro mais perto e de lá lhe encaminharam para um hospital no centro da cidade. No caminho ela acordou e não parava de reclamar de dor, até que então, uns 15 minutos depois chegaram ao hospital e logo lhe prepararam para o parto, ocorreu tudo bem e nenhum imprevisto.

Um homem veio lhe visitar assim que ficou sabendo, ele era totalmente desesperado para me ver, dizia ela assim que ele lhe contou suas loucuras depois de que chegou no hospital; ela nunca tinha me contado especificamente quem, mas me disse que ele era super atraente, bonito, simpático, educado e sempre corria atrás de seus objetivos, me disse que eu era exatamente a nova geração dele e por mais sério que isso soe, nós ríamos e ela enrolava cada dia mais, quando perguntava-lhe especificamente sobre ele.

Ela era arquiteta, e a melhor arquiteta da cidade, ela projetou os prédios mais modernos daquela época, mas assim que eu nasci, ela deixou o emprego de lado e se preocupou comigo pois aos meus sete meses de idade eu fiquei com uma catapora forte, os médicos lhe disseram que era muito grave e que se piorasse, minha imunidade não aguentaria e... e eu poderia vir a falecer. Fiquei internada por 3 semanas, até que tive uma evolução de saúde ótima, eles cuidaram tão bem de mim, disse ela; mas se não fosse por aquele homem novamente, eu já não estaria aqui hoje. E às vezes quando as coisas não davam certo para nós duas, a gente brigava e ela sempre jogava isso na minha cara, é claro que doía muito e me vinha aquela vontade de fugir, isso aconteceu algumas vezes, até eu aprender a lição que não se deve fazer nada sem pensar duas vezes.

E por esses motivos dela ter largado tudo por minha causa, eu sempre tirei boas notas na escola, era um tanto popular e sempre tive os apoios dos meus amigos. Sempre desenhei bem e tive diversos elogios quando participava das olimpíadas de Química, sim, eu adoro ciências... e isso me ajuda um pouco à outras coisas, mas as aulas que sempre foram as mais chatas pra mim, é, sem dúvidas, Matemática. Eu às vezes acabo dormindo ou fico no mundo da lua. Adorava também fazer algumas armas de defesa quando passava a tarde em casa. Consegui aliados naquela escola, às vezes eu pensava em poder, era obsessiva por isso, mas me fazia mal de vez em quando, eu sentia umas sensações estranhas e uma voz me dizendo para esquecer isso, para não errar feio igual ao meu pai.

Minha memória sempre foi péssima e é por isso, que lembro quase nada de minha infância e o que mais lembro é das historinhas que minha mãe sempre me contou, algumas sobre meu pai, mas eu quase sempre ficava viajando na aparência dele e como seria se ele estivesse por perto. Sabe, faz falta um pai - acho que pra qualquer pessoa -, a falta de uma presença masculina sempre seria bom, e eu tenho certeza que ele me apoiaria em todas as minhas escolhas e principalmente se eu seguisse a mesma carreira de minha mãe: arquiteta, meus desenhos são bons e eu entendo um tanto de matemática, não seria tão ruim assim. Até que ela encontrou um cara por quem se apaixonou perdidamente, isso foi aos meus 14 ou 15 anos e eu não gostei nada, ele maltratava ela e na maioria das vezes que defendia-lhe, à mim também.

Levei um grande tempo para superar isso, até que minha mãe se separou do cretino e voltamos a ter uma vida em paz novamente - não que não tínhamos, ele passava a maior parte do tempo no bar, mas quando chegava... -, neste tempo eu treinava muito meus desenhos, imaginava o meu pai e lhe colocava em um mundo grego, de Deuses, histórias que eu ouvia toda semana vindas de minha mãe, me interessei muito por um deles, Hefesto (o Deus do fogo)...

Quando viajei para Roma fui saber muito mais sobre os gregos, o passado deles e as "lendas" sobre Deuses. Fiquei sabendo alí sobre um tal de "Camp Half-Blood", e quando comentei com ela recebi em troca um sorriso sarcástico. Ela então, entrou nos mínimos detalhes comigo e disse uma coisa que deixou em fúria a minha curiosidade - era algo sobre meu pai - pra ela tinha escapado e era um segredo que nem para filha, deveria ser contado. No final da viagem, recebi uma notícia dela mesma que me deixou um tanto empolgada (e até demais), até que duas semanas depois que voltamos ela me levou ao tal do acampamento. Me despedi dela e fiquei muitos meses sem saber quem era o meu pai, só lhe tinha em meu pensamento, sua aparência e tudo mais.

Enfim, era essa a nossa amizade, contávamos tudo uma para outra, depois de tudo o que passamos, nos aproximamos mais... mas o que ainda me deixava em dúvida, era sobre meu pai e ela. Por quê ele me deixou tão cedo? Por quê nunca veio me ver? E nem se quer uma única palavra comigo? Essas são as dúvidas que tomam meu pensamento, já me acostumei, mas nunca irei superá-lo.



O Primeiro Dia no Acampamento

Espaço para um post teste, onde você irá descrever o seu primeiro dia no Acampamento Meio-Sangue, fale como o dia foi para você como achou o seu chalé,suas amizades e inimizades. Minimo 20 Linhas.

Me despedi da minha mãe e olha, foi muito difícil. Estava sendo um pouco mais difícil ter entrado no acampamento com aquelas dúvidas me atormentando, eu precisava fazer algo que me ocupasse. Assim que cheguei lá, fui para um dos chalés que estavam com quarto disponíveis, mas chegando lá vi diversos papéis na parede de alguns desenhos não tão bons, uns mapas, fotos de umas pessoas.

Logo chegaram mais algumas pessoas, levei um susto e fingi que estava arrumando minhas coisas, meu armário e a minha cama, deixando do meu jeito e claro... a minha bagunça. Levei alguns livros para ler lá e deixei em cima de uma instante, logo peguei um e sai do chalé, deixando minhas coisas guardadas. Fui para o campo em frente ao lago, ao mar, me sentei na grama e abri um livro por qual falava mais da mitologia grega. Era em frente ao mar que eu gostava de desenhar e fazer alguns moldes, minhas armas da minha forma. Às vezes parava, viajava no mundo da lua e as dúvidas sobre meu pai me perturbavam novamente.

Me cutucaram, ignorei, me cutucaram novamente e logo disse em um tom um tanto arrogante: - Me deixe em paz, um minuto, por favor. Fui tão antipática quanto era antes, eu não conhecia ninguém e por ser nova, não deveria ter tido aqueles modos. Até que me cutucaram novamente e eu me levantei um pouco nervosa e reconheci um garoto que já tinha visto alguém, quando entrei ali: - Hey, calma garota... só vim aqui para te dar umas dicas e te mostrar o acampamento. Sorri um tanto tímida e ergui a mão em um modo de comprimento, ele me deu um puxãozinho e me deu um abraço, logo tentei me explicar: - Me desculpe, eu não tive bons modos, como uma garota nova, não é? Dei um riso sem graça e ele logo balançou a cabeça em modo negativo parecendo 'Ah, não tem problema... eu entendo', pensei comigo naquele momento. Mas era não era assim tão fácil entender.

- Você, bom, você tem cara de ser filha de Hefesto, os modos de educação dele e claro que, também, fazer suas próprias armas. Olhei para ele com um olhar um tanto confuso e curioso, como ele poderia saber tantas coisas assim de mim? Não havia tido uma conversa longa com ele sobre mim. Eu também havia pego meu caderno de desenhos ali ficavam a maioria de meus desenhos, aliás, não a maioria, todos! Ele tomou de minha mão e começou a folhear, me deixou mais tímida. Me deu um empurrãozinho do jeito de 'Vamos logo caminhar, preciso te mostrar um bando de coisas', comecei a andar no ritmo dele e o mesmo fez uma brincadeirinha: - Poderia ser filha de Atenas, tem cara de quem és muito inteligente e sábia, seus desenhos são ótimos, acho que treinou muitas horas por dia para chegar à esses lindos traços, não é? E desenha também suas próprias armas, hmm, que surpresa! Olha... não duvido nada que sejas filha de Hefesto e sei muitas outras coisas sobre você. Poderia dar um tapa no rosto desse garoto? Ele queria saber demais de mim e eu não tinha dado direito nenhum à ele para isso, mas não hesitei em ter essa ação, fiquei na minha e dei um riso irônico ao ouvi-lo dizer aquilo.

Me parecia que eu teria dias difíceis e alguns alegres naquele local, ele foi me dizendo os mínimos detalhes do Camp e fui tendo a certeza a cada minuto que não tinha feito a escolha errada para viver naquele local, de agora em diante. Nos apresentamos e o nome do tal era Johnatan, Johnatan Borstwich, e escolheu por não me dizer o nome do meio, não insisti e disse o meu também: - Allison, Allison Devitte... e sim, sou italiana, se queres saber! Sorri e ele arqueou as sobrancelhas na expressão de 'Hmm, interessante', ele terminou de me mostrar o acampamento, e me apresentou mais algumas pessoas. Passamos , tarde inteira conversando, contando nossas histórias, rimos muito também. Até que me despedi dele e fiquei sabendo, naquela tarde, muito mais sobre os Deuses Gregos. Fui tomar meu banho - quando cheguei no chalé, não vi muita bagunça, só a minha parte, claro... eu não era muito de ser organizada, mas ali eu sempre achava o que procurava. Após tomar meu banho, vesti meu pijama e logo fui dormir, apaguei o abajur e como todos os dias, terminei aquele com as dúvidas... e adivinha sobre quem? Isso mesmo, my father.

[...]

Já tinham se passado 2 ou 3 semanas que eu estava no acampamento, John e eu não nos desgrudávamos e era bom ter alguém qual eu podia confiar totalmente ali e ma abrir, quando tivesse um problema, ou pedir um colo.

Após quando tinha chegado, fugi do chalé para ir à uma fogueira junto com John, foi divertido... ríamos bastante e quem estava ali, era um tanto que "rebeldes", não curtiam muito passar todas as noites tediosas naqueles quartos. Nem todos eram brincalhões, simpáticos e se divertiam. Alguns ficavam sozinhos, lendo, cortando os pulsos ou qualquer outra coisa. Brincadeirinha, não gosto de ver pessoas se auto-mutilando. Mudando de assunto, fui dormir tarde naquela noite.

No outro dia, acordei um tanto cansada e fui totalmente obrigada ir ao treino, era sério, eu não estava nem um pouco afim e o cansaço me dominava. Do mesmo jeito, lá iria encontrar Johnatan e poderia conversar com ele sobre algumas coisas. Tomei meu banho para dar uma acordada e logo depois troquei de roupa, uma específica para aquele dia... me dirigi ao local do treino, em frente ao mar e chegando lá, vi John treinando e disse comigo mesma: - Não chego nem perto daquilo, sou melhor nos desenhos. Logo me puxaram e entrei em um duelo, dei todas as minhas habilidades para aquele momento.

No treino, pensei muito sobre meu pai e outras diversas coisas, anunciaram, parando nosso treino, que os Deuses Gregos iriam dar uma visita na segunda-feira, fiquei curiosa pela visita e não via a hora do dia chegar, até então... não tinha motivo nenhum para ficar entusiasmada ali, a não ser quando fosse dar umas fugidinhas com John. Então, fui de encontro à ele (John) e comentei sobre: - Será mesmo? Será que isso realmente vai acontecer? Tinha outras dúvidas em minha mente, se eu teria a grande chance de conhecer meu pai e ter uma longa e séria conversa com ele. Johnatan deu de ombros e se despediu de mim depois de fazer uma piadinha sem graça, como sempre.

Pensava dia e noite nessas coisas, no nosso encontro e de como seria nossa conversa. Mas ignorei, não queria me preocupar, tinha que me concentrar nos treinos e pensar nas estratégias das missões, dos torneios e tudo mais. Dali, passei meus dias lendo, passeando com os amigos.

[...]


Segunda-feira havia chegado e eu estava animada, me levantei e fui em direção ao banheiro para tomar um belo banho, estava lerda, sem um raciocínio rápido para o que estavam me dizendo, e quando tomo banho, dou uma acordada, consigo pensar direito e pelo menos... ficar de bom humor. Quando estava me trocando, sozinha no chalé, sem ninguém por lá, John chegou invadindo e sem bater na porta; na hora levei um susto e me escondi extremamente envergonhada. Ele chamou pelo meu nome e eu disse para esperar um pouco atropelando a frase dele, acelerei um pouco e acabei de me trocar, penteei meu cabelo para que ficasse um pouco apresentável.

Saímos dali para o treino e trombamos com uma das Deuses, Atena, me apresentei e sorri um tanto tímida. Johnatan fez a mesma coisa. Depois, nos levaram para um recinto que se encontravam alguns alunos novos, os Deuses e outras pessoas que não vi em tantos dias lá. Há mais ou menos um mês, na verdade. Me sentei ao lado de uma garota e começamos a conversar, ela me disse sobre a curiosidade de conhecer seu pai e cada vez que eu procurava me identificar com um deles que estavam lá, um homem que eu mal sabia o nome, ou haviam me falado o nome do mesmo, me olhava, com um sorriso no rosto... era muito estranho. E quando me olhava fixamente, seus olhos me lembravam histórias de Hefesto.

Eu retribui o sorriso e acenei, ele me fez um sinal para ir lhe cumprimentar e fiz, me fez muitas perguntas até me empurrar para fora do salão aonde estavam todos reunidos. Me despedi de Johnatan, pois quando fomos conversar a sós, já estava tarde... nos dirigimos à fogueira que tinham acendido, a noite estava fria e ele me cedeu sua jaqueta, era quente. Hefesto me contava sobre sua filha que ele viu-lhe nascer alguns dias antes de partir à trabalho, identifiquei com a mesma história que minha mãe havia me contado quando tinha 8 anos. A sua aparência era como a do homem que eu tinha sonhos e pesadelos todas as noites, que me perturbavam na maior parte do tempo. Todas as coisas que conversávamos batia com algumas experiências que tive, e com as histórias sobre meu pai que minha mãe me contava quando eu insistia em falar dele. Quando estávamos quase nos despedindo, ele me fez uma pergunta um tanto que entrometida: - Quem é teu pai? Fechei o rosto, não sabia o que lhe responder e mal conseguia abrir a boca.

Passaram-se alguns minutos e ele arqueou a sobrancelha esperando uma breve resposta, criei coragem e disse: - Na verdade nunca lhe vi, minha mãe me contava que eu tinha exatamente alguns modos de Hefesto, manias dele... Respirei fundo e retribui à resposta que o mesmo me fez, ele olhou para o lado e seus olhos brilharam ao olhar de volta para mim, recebi uma resposta inesperada do tipo que eu nunca tinha certeza que ouviria 'Eu estava com saudades, filha...'. Fiquei exatamente sem reação nenhuma, ele me abraçou forte e aquela curiosidade que mantive durante 16 anos em minha mente, em meus sonhos, havia acabado.


Meu Off


• Meu nome é: Nanda.
• Idade: 15 anos
• Como descobriu o nosso Fórum: Eudine que me convidou para esse fórum, Kessler Chutney no HO.
• Possui outras contas? Se sim, quais? Não, apenas essa. Não tenho tempo para ocupar outras.
avatar
Allison Devitte Ghesini

Mensagens : 5
Data de inscrição : 06/11/2012
Idade : 23
Localização : Ohh happy day

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Hefesto em Qui Nov 08, 2012 4:10 pm







Reclamados

Filhos

de Hefesto!




Bem-vinda!




nath @ ops!

avatar
Hefesto

Mensagens : 3
Data de inscrição : 28/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Audrey Bloor Stroyler em Dom Nov 11, 2012 12:12 am


Audrey Bloor Stroyler,
Minha educação depende da sua.

x x x


Coisinhas Básicas sobre mim!


• Nome: Audrey Bloor Stroyler
• Idade: 16 anos
• Nacionalidade & Naturalidade: Grécia, mais cresceu em Londres.
• Presenta: Por enquanto não tem list de presente.
• Filho de : Quione
• Por que ser filho dele: Por que Quíone é um pedaço de mim, desde sempre meu coração bate pelo frio. E eu acredito que o Gelo é como o ser humano, somos frios até que alguém nos enche de amor e carinho que nos fazer derreter e descobrir oque realmente somos. E a água é vida,gelo nos mostra que é tudo é possível.
Existem lendas em que Quione havia sido renegada por seus pais, oque não é muito diferente da história de Audrey, tendo que se virar acaba fazendo algumas burradas e ao tentar consertar piora ainda mai. Quíone é orgulhosa e corajosa sem voltar atrás jamais, e Audrey tem um orgulho que pode chegar a ser doentio. Audry é uma cópia quase perfeita de Quíone.
Embora a fisionomia não seja iguala da mãe, Audrey é quente como o Sol,apesar do calor que sua pele transmite a minha e calorosa e meiga, a tornando única.
• Photoplayer: Karen Gillan



Minha Vida!


• Onde você andou se escondendo: Londres
• Meus melhores amigos: Por enquanto nenhum...


~
Minha História


Audrey Bloor Stroyler nasceu na Grécia,cidade de Cavala. Aos 2 anos foi abandonada por seu pai Alexandre, que se rendeu a bebidas e drogas fazendo o governo a mandar para um abrigo.
Assim que completou 2 anos e 5 meses de vida,foi adotada por Joseph e Clair,turistas daquele pais, no qual não resistiram ao doce sorriso e sua pele estranhamente pálida. Audrey,seu nome dado por Joseph e Clair se mudou para Londres iniciando um novo ciclo de vida com a mais nova ''filha''. Audrey descobriu a cada ano que nos messes de mais frio em Londres,ela caminhava tranquilamente com uma blusinha meia manga. Achando normal,nunca contou a ninguém, até Joseph e Clair perceberem. Aos 7 anos,seu presente de aniversário foi a notícia que Clair estava grávida,fazendo Audrey sentir ciúmes mais aceitando,após perceber que seria irrelevante.
Seguindo com uma vida ''normal'', Audrey sem saber e seu passado na Grécia acaba achando algumas papeladas sobre sua adoção
-Por que não me contaram ?
Com a voz trêmula e fraca,tentando não chorar se mantendo firme.
-Quer saber, eu não quero mais ouvir, ver vocês na minha vida!
Esse foi o suficiente para Audrey passar seus dias trancada em seu quarto e sendo ''rebelde''.
Em uma noite, Audrey bêbada e seus amigos não tão diferentes que ela começaram um racha, no banco carona um estranho dirigindo. Rindo sem motivo e com uma garrafa na mão ela despeja o líquido em sua boca
-VAAMOOOS!!!
Gritou ela com o tronco para o lado de fora logo entrando, dando um beijo rápido e um tanto selvagem no tal motorista que a empurrou brutalmente.
-Sem beijos garota.
-Ah vamos ganhar essa fácil gatinho!
Logo o carro arranca em uma velocidade fazendo sua cabeça bater brutalmente contra o banco, rindo alto e sem motivos, curvas perigosas,freadas bruscas e alta velocidade, fizeram com que Audrey pergunta-se a si mesma se era isso que ela queria, ainda bêbada,com algumas balas no bolso aos poucos ficando sóbrea com tudo aquilo.
-AAH CUIDADO!!
-Ih,agora que cuidado, relaxa gatinha!
Com o coração a mil, ela olhou bem para a fisionomia do tal cara, ele não parecia bêbado,e parecia fingir ser outra pessoa, com os olhos cerrados colocando o cinto de segurança encostando a cabeça no encosto do bando tentando relaxar. Vendo alguns vultos em cima do carro pensando ser apenas um pássaro percebe os berros altos vindo de cima, tira o cinto abaixando o vidro da janela.
-Oque.... é.... aquilo ... ?
O tal motorista sorri olhando pra cima freando bruscamente fazendo Audrey bater seu corpo no bagageiro gemendo baixo de dor
-Heeeey cuidado!!
-Calma ae.. essa não é a hora pra Harpia entrar!
-Andrew ? Oque você está fazendo aqui? E oque é Harpia?
Percebendo que o tal bicho misterioso voando baixo de forma embicada vem em direção ao carro se encolhendo
-ANDREW!!
Berra Audrey com a voz tremula, Andrew sai do carro fazendo sinal pra ela o seguir se escondendo em baixo do carro
-Calma, Audrey, é o seguinte.......... Ai...... esse ''bicho'' é uma Harpia e vamos dizer que não está aqui pra brincadeira....
Espantada olhando em volta com a respiração ofegante
-Eu não quero morrer, eu não quero morrer... Andrew, eu NÃO quero morrer !
-CALMA GAROTA! Respira, e no já a gente corre...
Ele disse já puxando ela pelo braço
-Calma.. Andrew pra onde vamos correr?
Ela disse já em pé olhando para a tal Harpia sendo puxada por ele
-Anda Audrey corre!



O Primeiro Dia no Acampamento


Chego no Acampamento Meio-Sangue ainda incrédula com o que havia acontecido, o máximo que eu tinha era uma mochila com roupas que meu amigo Andrew tinha separado e me entregue depois da confusão, muitas pessoas passa, por mim me ignorando completamente, um pouco perdida procro alguém que possa me ajudar, logo encontro uma garota um pouco excluída, me aproximo lentamente dela
-Ér... Olá eu sou
-Nova e quer ajuda... Pelo clima gélido que estou sentindo você é filha de Quione né...
Ela disse me fazendo recuar um pouco, ela sabia da minha vida mais que eu, e eu nem sabia quem era ela. Passei as mãos de leve no meu cabelo um pouco tímida
-É, Quione.... Como sabe?
-Te estudei.
Cerro meus olhos tentando me concentrar na menina, mil pensamentos loucos me perseguiam e eu não queria descontar nela.
-Você pode me ajudar a achar meu chalé por favor ?
-Vai seguindo,quando achar o frio,saberá que é o seu chalé.
Logo ela acena e vai embora, eu não tonha acreditado que ela falou só aquilo pra uma novata, eu estava com medo dos calouros fazerem alguma coisa cruel comigo durante minha caminhada.
Após caminha chego ao chalé, era tudo brancoe frio, sorrio torto um pouco aliviada por ter chego sem nenhum arranhão ou trote, adentro o local, ele parecia ser menos e mais feio por fora, mais por dentro era coisa mais linda do mundo! Paredes brancas com mobílias em formatos de flocos de neve e algumas coisas em azul ciano. Boquiaberta com a beleza do local jogo minha mochila no sofá
-Devo ser a única aqui ...
Falo indo explorar o local.



Meu Off


• Meu nome é: Thais Fraguas Fróes
• Idade: 16 anos.
• Como descobriu o nosso Fórum: Conheci Poseidon em um outro rpg, e ele me mandou o lnik.
• Possui outras contas? Se sim, quais? Não
avatar
Audrey Bloor Stroyler

Mensagens : 2
Data de inscrição : 10/11/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Quione em Ter Nov 20, 2012 5:28 pm








Reclamada.




Bem-vinda filha.




nath @ ops!


Quione
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 1
Data de inscrição : 10/11/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Ammy Peterson em Sab Nov 24, 2012 10:29 am


Ammy Peterson,
Não é a belza que se faz alguem especial e sim sua habilidade de pensar.

x x x


Coisinhas Básicas sobre mim!


• Nome: Ammy Peterson
• Idade: 17
• Nacionalidade & Naturalidade: New York - USA
• Presente: Não achei
• Filha de : Atena
• Por que ser filho dele: Me admiro muito com a personalidade de Atena, o modo como ela veio ao mundo me surpreendeu e muito, ela é uma guerreira pelos meus olhos e muito inteligente e estrategica, por isso quero ser filha dela, ela é uma deusa que todos deviam admirar.
• Photoplayer: Yvonne Strahovski



Minha Vida!


• Onde você andou se escondendo: Londres
• Meus melhores amigos: Nenhum até o momento


~
Minha História


Sou natural de Londres, amava aquela cidade mais do que tudo neste mundo, era a cidade mais calma que eu já havia passado, o ar era o melhor possível, e isso me ajudava muito a ler meus livros de geografia. Gostava muito de saber a localidade das cidades e suas respectivas histórias, era meu passatempo de todos os dias. Morava em um pequeno apartamento com meu pai, Jonas Peterson, ele era bibliotecário desde cedo, o dono era meu avô, ele havia falecido, então passou a biblioteca pro meu pai, e ele, por sua vez, dizia que eu seria dona dela. Mas infelizmente as circunstancias não foram legais com a gente. Ocorreu um incêndio que devastou não só a biblioteca toda, como também algumas lojas ao lado. Muitos só se sustentam com o ganho daquelas lojas, inclusive eu e meu pai, então nos mudamos pra Nova York pra tentar melhorarmos de vida e nos sustentar.
Chegando lá, pensávamos que as coisas iriam melhorar, e melhoraram, financeiramente, mas nem tudo são como flores. Eu tinha meus 16 anos, tinha entrado pra uma escola depois de muito tempo só estudando em casa, eu era CDF, como era de se esperar, e fui muito humilhada por muito tempo, mas comecei a me acostumar com aquilo. Eu usei óculos por muito tempo, mas num dia em que o deixei cair descobri que eu não precisava deles, eu enxergava perfeitamente bem sem eles, só depois vim descobrir sua finalidade, nas aulas de Latim enxergava e entendia muito bem o que o professor escrevia no quadro, mas nas demais aulas era estranho, não tinha como eu ler, as palavras saltavam do quadro. Perguntei o meu pai o porque, ele disse que eu tinha um problema em especial, que depois me explicaria bem. Decidi sair um pouco. Foi o maior erro que cometi. Um monstro horrendo, parecido com um leão, sei lá, não sabia descreve-lo, me perseguiu por um longe tempo, e fui correndo pra casa e disse:
- Pai essa cidade não é normal.
Contei a historia a ele e ele disse:
-Não é que essa cidade não é normal, você é que não é normal, eu sei o porque, mas quero que alguém te conte, faça suas malas, você vai se mudar.
-Porque só eu?
-Porque sou extremamente normal.
Arrumo minhas malas e nos dirigimos para um acampamento estranho, como o nome de Acampamento meio-sangue.
.



O Primeiro Dia no Acampamento

- Como é? Eu sou uma o que...? - Digo, horrorizada.
- Você é uma semi-deusa, querida Ammy. - Diz um cara de cadeira de rodas.
- Eu não posso acreditar nisso, que apareça um centauro na minha frente se isso for verdade.
De repente o homem da cadeira de rodas se levanta dela e se transforma em um centauro. Eu fico mais horrorizada ainda, e quase desmaio. Depois percebo o quão ingenua eu era. Olhei em volta do acampamento e percebi varias pessoas e criaturas lutando ou treinando e digo:
- Isso é um acampamento pra semi-deuses, pessoas como eu, não é?
- Sim, exceto que o seu caro é raro, você não sofreu muitos perigos como muitos aqui, isso eu sei.
- É, isso é verdade, sou um pouco medrosa, então, vejo isso como um grande alivio.
Depois disso o centauro se apresenta, seu nome é Quiron, e ele me leva pra um chalé de número 6, pergunto porque a numeração, ele diz que é por ordem de deuses, os 3 primeiros são dos deuses grandes, e o restante de deuses olimpianos e alguns de deuses menores. Pergunto:
-Porque vou pro chalé 6?
-Porque você é filha de Atena, olhe pra cima.
Observei que havia uma coruja flamejante acima da minha cabeça e digo:
-Isso por acaso é o que?
-Isso é um sinal de sua mãe, você acabou de ser reclamada.
Sorrio e entro no chalé, encontrou uma estante enorme de livros, coisa que não via por um longo tempo, jogo minhas malas no chão, pego um livro e começo a ler em cima de uma cama, depois percebo uma pessoa ao meu lado e ela diz:
-Seja bem-vinda, meia-irmã, meu nome é Annabeth Chase, sou a líder do chalé, e qual é seu nome?.



Meu Off


• Meu nome é: Mikaela Oliveira
• Idade: 16
• Como descobriu o nosso Fórum: Um amigo me chamou pra cá
• Possui outras contas? Se sim, quais? Sim, a victoria tayllor
avatar
Ammy Peterson

Mensagens : 2
Data de inscrição : 24/11/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Atena em Sab Nov 24, 2012 12:45 pm








Reclamada!!




Bem vinda, minha filhinha linda *O*, super emocionada~




nath @ ops!

avatar
Atena
Deuses
Deuses

Mensagens : 26
Data de inscrição : 25/10/2012
Localização : Olimpo

Ver perfil do usuário http://theolympuspride.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum